quinta-feira, 23 de junho de 2011

As Quatro Estações

O post de hoje é um poema que, particularmente, não gosto. É um poema meu que estou postando porque uma amiga muito querida gosta muito dele. 
Então, dedico este post para a amada Ranna H.

As Quatro Estações

Lembro-me agora dos dias felizes de verão,
onde debaixo do céu claro vivia a sonhar.  
Lembro-me do inverno frio e chuvoso,
onde todo o dia era entardecer;
e as noites, cintilantes pelos pingos da chuva.  
Lembro-me das tardes de outono,
quando forte vento trazia a beleza das folhas
caídas em volta as árvores envelhecidas. 
Lembro-me da linda e perfeita primavera
que voltava a acender as cores de suas flores no alvorecer. 
E hoje, encontro-me novamente no verão de céu claro,
lembrando de algo que nunca me faltou em nenhuma das belas estações:
O hipnotismo que existe entre nossos corações.

Luz. 

Thaís Peace

3 comentários:

  1. Obrigada Tata muiito lindo!! é o meu predileto :)

    ResponderExcluir
  2. De nada, Ranna. É especialmente para você. '*--------*

    ResponderExcluir
  3. ameii tambemm haha duas Ranna e Rayana kkk
    Gamei nesse poema aÊ

    ResponderExcluir

Que bom te ter aqui. :)